Notas acerca da obra ‘Vida Secas’

Fiquei embevecida lendo os primeiros capítulos da obra Vidas Secas de Graciliano Ramos. Quanta riqueza nas descrições de cada ato dos personagens!

Segue alguns trechos que descrevem os sentimentos da cachorrinha Baleia e as reflexões do menino mais velho sobre como deveria ser o inferno:

“Sentindo a deslocação do ar e a crepitação dos gravetos, Baleia despertou, retirou-se prudentemente, receosa de sapecar o pelo, e ficou observando maravilhada as estrelinhas vermelhas que se apagavam antes de tocar o chão. Aprovou com um movimento de cauda aquele fenômeno e desejou expressar a sua admiração à dona. Chegou-se a ela em saltos curtos, ofegando, ergueu-se  nas pernas traseiras, imitando gente. Mas sinhá Vitória não queria saber de elogios.

– Arreda!

Deu um pontapé na cachorra, que se afastou humilhada e com sentimentos revolucionários.

Capítulo Sinha Vitória, pág. 39.

“O inferno devia estar cheio de jararacas e suçuaranas, e as pessoas que moravam lá recebiam cocorotes, puxões de orelhas e pancadas com bainha de faca”.

“Abraçou a cachorrinha com uma violência que a descontentou. Não gostava de ser apertada, preferia saltar e espojar-se”.

“O menino continuava a abraçá-la. E Baleia encolhia-se para não magoá-lo, sofria a carícia excessiva. O cheiro dele era bom, mas estava misturado com emanações que vinham da cozinha. Havia ali um osso. Um osso graúdo, cheio de tutano e com alguma carne”.

Capítulo o menino mais velho, pág 61.

Referência da obra:

Ramos, Graciliano. Vidas Secas. 88º ed. Rio, São Paulo: Record. 2003, 160p.

Há tempos que venho me propondo a conhecer profundamente a literatura brasileira, tarefa difícil frente à complexidade de tais obras e a sua vastidão. Entretanto, persisto em meu objetivo. E o resultado dessa tentativa de adentrar neste mundo fantástico da literatura é um profundo encantamento na leitura de cada frase, cada parágrafo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s